terça-feira, 11 de março de 2014

Hotel ou Hostel? Ou couchsurfing? (Qual o seu orçamento?)

Como prometido, vamos às dicas de como escolher a hospedagem mais adequada. Você já sabe como escolher a melhor área da cidade para se hospedar neste post aqui, então agora é hora de ver os truques e o que priorizar na hora da reserva. Para hoteis uso o site booking, para hoStels o site hostelworld e para couchsurfing crie seu perfil no site. (o couchsurfing, é outra história né, falarei em outro post, afinal esse aqui já está bem longo). 

Hotel
Primeiro vamos falar de hotel. Hotel é sempre mais fácil, afinal você terá privacidade. Só não esqueça de conferir o horário de check-in  e check-out, localização e preço. 

HoStel
Para quem não conhece, hostel é um tipo de hotel só que mais barato. Seu custo é mais baixo pois os quartos são divididos entre os hóspedes. Ou seja, paga-se pela cama e não pelo quarto. Existem hostels que tem quarto privado, outros que você pode dividir o quarto entre 2, 4 ou até 20 pessoas. Ok, parece loucura, mas por que não? Se der para economizar e assim conhecer mais lugares... 

Para quem nunca ficou em hostel e tem um pouco de receio, posso dizer que não é tão ruim assim. Você consegue conhecer muita gente e facilmente, uma boa opção se for viajar sozinho. Fazer amizades, pegar dicas de passeios ou pode até mesmo formar grupos para saírem juntos. Dividir o quarto não é tão ruim, a menos que você dê azar e todos ronquem. 

Mas os hostels no geral variam muito de um para o outro. Alguns tem cozinha, outros oferecem café da manhã, alguns têm piscina, internet, restaurante, uns tem curfew (toque de recolher) e outros promovem festas, noitadas e até tours pela cidade. Muitas opções!

Entre no site hostelworld. Lá eles disponibilizam uma lista dos itens que o hostel oferece, fique de olho nos mais importantes, àqueles que são essenciais mesmo! Confira sempre:
  • locker (armário). Importante nos hostels pois você dividirá o quarto com outras pessoas, e não da pra sair confiando em todo mundo. Então não esqueça também de levar seu cadeado! Os armários variam de hostel para hostel, honestamente não tem como saber como eles serão, tem alguns que cabem a mala inteira e outros só uma mochila ou coisas mais importantes.
  • Safe Deposit Box (cofre na recepção). Caso o hostel não ofereça armário, esta pode ser outra opção. O safe deposit box nada mais é do que um micro armarinho ou cofre onde só cabem documentos e dinheiro, se tiver sorte também uma máquina fotográfica daquelas pequenas. Ela fica localizada no hall de entrada, e podem fechar com cadeado ou eletronicamente. Eu, francamente, prefiro o armário pois fica no quarto e é maior, mas se não tiver jeito mesmo, melhor uma safe deposit box do que nada né...
  • Recepção 24hrs.  Para àqueles que não sabem o horário de chegada e partida, fiquem atentos. Você não vai querer chegar no hostel à meia-noite e descobrir que não pode fazer o check-in, ou querer ir embora cedo e descobrir que o check-out só começa às 10h. 
  • Luggage Storage (bagageira). Imagine que você vai chegar às 8h da manhã, mas só pode fazer o check-in e se livrar do malão ao meio-dia (às vezes é ainda mais tarde). O que fazer, esperar 4hrs sentado no hall e perder tempo de turistar, ou ir explorar a cidade com o malão mesmo? Daí entra esta opção: deixe sua mala! (nada de coisas importantes como documentos hein! Isto vai sempre com você!). E vá explorar a cidade.
  • Curfew e lock out. É o seguinte, a maioria dos hostels tem curfew e lock out. O lock out significa que eles fecham o hostel por exemplo das 10h às 14hrs para limpeza, e você não pode ficar lá dentro dormindo ou se arrumando, é obrigado a sair, faça chuva ou faça sol! Se você não se importa e a ideia é explorar a cidade mesmo, então ok, siga em frente, senão, nem todos os hostels fazem isso, escolha outro.
E o curfew (toque de recolher)? HoStel não é hotel. Ou seja, a maioria não tem recepção 24hrs para você entrar e sair assim à la vonté. Alguns te oferecem as chaves para entrar e sair do prédio o que é muito cômodo. Mas alguns não, e a partir das 23h eles fecham a porta e é isso, ficou pra fora, azar! Vá festar a noite toda. Toque de recolher não é o fim do mundo, mas se seu hostel tiver, preste atenção e se programe.

Detalhezinhos importantes que fazem toda diferença não?

E para uma escolha ainda mais certeira, preste atenção em formas de pagamento: veja se aceitam cartão de credito ou debito, ou só dinheiro. Não seja pego de surpresa! - Nota dada pelos hóspedes: priorize aqueles que tem nota acima de 7.5, ou 8. Ou então leia as revisões.

Itens não tão essenciais (mas que costumo olhar também, serve como desempate).
  • Free City Map - mapa grátis da cidade (afinal é melhor pegar de graça e ainda aproveitar para tirar dúvidas sobre os melhores pontos turísticos do que pagar né?).
  • Free Internet Acess\ free wifi – internet grátis. Às vezes é bom para fazer uma pesquisa rápida, poder entrar em contato com o amigo que você ficou de encontrar, ou mesmo mandar mensagens para a família. Viajando sozinho às vezes é legal poder trocar mensagens com quem está longe, mandar fotos...
  • Hot shower - chuveiro aquecido. Porque né...
  • Linen included - roupa de cama inclusa. Para saber se você vai precisar levar seu próprio lençol  ou não (mas aconselho a sempre levar a própria toalha).
  • laundry facilities e washing machine (lavanderia e máquina de lavar roupa). Podem ser essenciais se você pretende viajar muitos dias e levar pouca bagagem. Só não esqueça que para utilizar você terá que pagar.
  • kitchen (cozinha). Se a ideia é economizar, restaurantes costumam sair caros, a menos q  você faça que nem eu e viva de McDonalds de um euro.  Se não, as cozinhas são uma boa saída para economizar. Mas não é essencial na hora da escolha do hostel.
  • Breakfast (café-da-manhã). Tenha em mente que achar um hostel com café-da-manhã incluso é luxo! E normalmente um pouco mal servido... Não leve este ponto como essencial, qualquer coisa compre uma caixa de biscoitos no mercado.
  • 24h security (segurança 24h).Não é essencial (a menos que você vá pra o Brasil), mas se oferecem, porque não né?
Se você quiser informações mais detalhadas, leia os reviews de quem já se hospedou lá. Confira sempre a localização, veja se tem transporte público por perto ou se é um lugar central.

Dica dos quartos: a gente sempre quer economizar, e os quartos com maior número de pessoas são sempre os mais baratos, mas as vezes vale a pena pagar 2, 3, 5 euros a mais por noite para ficar em um quarto com 4 pessoas ao invés de 8. Já pensou, a possibilidade de ter gente que ronca é maior no quarto com mais gente. 

2 comentários:

Unknown disse...

Olá Tata!
Gostaria de te fazer algumas perguntas sobre Aupair na Bélgica. Sou atualmente aupair na Alemanha.
Não achei e-mail de contato. Pode me passar?
Você ainda está como aupair?

Tata disse...

Claro, deixe seu email que eu entro em contato!